quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Lei de Talião? Deveria valer...

Não. Este assunto não tem a menor graça. Esqueçam o tom irônico de sempre, pois falo agora sobre uma das coisas mais tristes que eu já vi. É terrível e desumano, e me pergunto mesmo de onde saem essas criaturas más. Criaturas que maltratam sem nenhum motivo que não a diversão. Diversão esta, aliás, bem disfarçada de "festa". Sim, falo das afamadas "festas do peão" e do vídeo que tem circulado pela internet, mostrando o que tem por trás delas. Agora me pergunto, festa pra quem? Com certeza, para os animais, não. Os tolos ingênuos que vão prestigiar a força, coragem, audácia dos peões, muitas vezes, não fazem idéia de que prestigiam também a tortura, a crueldade e mais completa falta de amor e respeito pela vida! Afinal, talvez nunca se tenham perguntado o que torna aqueles animais tão bravos. Isso tudo nós sabemos. A judiação que sofrem, as agressões, os abusos, os ferimentos e o profundo desgaste os tornam arredios, desesperados e, muitas vezes, claro, violentos. Mas a pergunta que me faço não é esta. A pergunta que não quer calar é: o que faz ESTES OUTROS ANIMAIS serem tão violentos?? Estes que maltratam tanto, que torturam em busca de um lucro pérfido, que se deleitam na dor alheia e se sentem mais "homens" a cada ferida que abrem num novilho, a cada chicotada que dão num cavalo, a cada milhão que entra no faturamento da "festa". Homens... homens de verdade não fazem estas coisas. O coliseu não acabou, apenas mudou de gladiadores. E neste combate absurdo, um bando de fazendeiros sanguinários, únicos a lucrar com tamanha maldade, saem posando de bons homens (grandes investidores). Patrocinadores da carnificina é o que eles são! Nesse jogo horrendo, a platéia sai satisfeita, os peões por vezes machucados, por vezes campeões. E os animais? O que se pode esperar de um mundo que maltrata inocentes criaturas como forma de negócio? E se valesse a lei de talião nestes casos?? Estes "homens" seriam amarrados, arrastados por caminhonetes, teriam seus testículos apertados, seus pescoços amarrados por cordas e seriam atirados em arenas hostis. Será que aguentariam? E que tipo de tratamento esperar destas criaturas odiosas para com outras pessoas? Quantos abusos ainda vamos tolerar sob o rótulo de "cultura local"?

Aqui está o vídeo que comprova esses horrores. Não assista se não tiver estômago.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Bazuca internacional

Olha, é sabido e re-sabido que eu não sou a pessoa que mais gosta de gatos no planeta [fora a alergia que eles, sem querer, eu sei, me provocam], mas isto foi demais. Direto do Reino Unido, bazuca na véia do gato!

A louca está sob proteção policial, ameaçada de processos por entidades de defesa dos animais e periga até perder seu emprego de assistente ao consumidor numa empresa. Já pensou? Você chega com um problema para a mulher, ela não vai com a sua cara, olha para um lado, olha para o outro e joga você no lixo! Que beleza! Quanta delicadeza! Quanta gentileza!

Ao invés de bazuca, acho até que ela merecia bem melhor era ser jogada na lata de lixo, para experimentar um pouco da aflição que proporcionou à pobre e indefesa criatura felina


terça-feira, 17 de agosto de 2010

Bazuca ou Bomba atômica?

Acredito que este tema seja de pouco interesse e quase nenhuma relevância. Um assunto super banal que em nada afeta nossas vidas. Tão banal que não sei se é caso de bazuca, ou de bomba-atômica! Aposto que você já descobriu, não é mesmo? Claaaro, as Eleições 2010! Teminha bobo e nada repetitivo. Mas não, não pretendo fazer campanha nem denegrir nenhum dos nossos candidatos à presidência. Quero mesmo é falar das figuras inteligentes, agradáveis e elegantes que saíram mais uma vez para deputado e senador. Hoje, por exemplo, me deparei na hora do almoço com uma televisão, exibindo o belo semblante de Netinho de Paula, figura que só pode ter sido entalhada em madeira nativa, lustrada com o mais puro óleo de peroba! Obviamente o almoço já não ia descer bem, quando, enfim, vi a beleza de Tiririca anunciando a sua participação no pleito. Quase me engasguei. Bom, se fosse listar todas as infelizes candidaturas aqui, teria que acompanhá-las de eventos gástricos que podem variar de simples azia a congestão. Mas não posso deixar de comentar que Ronaldo Ésper foi uma surpresa ( e que assustadora surpresa!), mas ainda não tão surpreendente quanto os comentários de um certo senhor, que muito antigamente cantava músicas horrendas, se utilizando de sua suposta amizade com o finado Clodovil para se manter ativo na "politica". Ora, não vou dizer o nome dele, apenas que começa com Aguinaldo e termina com Timotheo.

E aí, é bazuca, arma química ou ogiva nuclear??

domingo, 15 de agosto de 2010

Bazuca nele - ou não.


E minha primeira bazuca vai para um tal de Cauê.

Ligo para o número que apareceu no visor do meu telefone como ligação perdida. Vai que é um cliente...

Cauê, seja o nome do figura ou nome de guerra, muito alegre se apresenta dizendo que foi ele mesmo que ligou para mim, e que eu tive sorte em conseguir encontrá-lo (!!!?). Sem respirar, nem ponto parágrafo vírgula ou travessão Cauê engata numa frase fabricada de vendedor de planos de seguro e saúde e eu tenho que aguardar o fôlego infinito de tenor de ópera do mocinho finalmente se esgotar [lembrando que eu estou pagando a ligação] para dizer que não, não estou interessada em adquirir nenhum plano, pois já possuo.

Ele insiste, perguntando qual plano eu tenho. Aff! Quase! Quase saiu o tiro, e mais um atendente de telemarketing ia pagar pelos pecados da humanidade, pelos sapos engolidos acumulados e ainda pela TPM vindoura, mas... não, desta vez, Cauê teve sorte. Ele nem imagina quanta sorte: eu simplesmente disparei, com silenciador, três vezes: "Não estou interessada" e ele finalmente desligou, sem levar bazuca.
Mas não folga, não, viu, Cauê.

sábado, 14 de agosto de 2010

Que letra difícil!

Bom, deixe-me relembrar os fatos. Ano passado fomos agraciados com uma grande pérola: a versão Vanusa do Hino Nacional. Tudo bem, ficar xarope e gagá pode acontecer com qualquer um. Mas ir a público e dizer o que ela disse foi demais: "Esse hino é muito difiiiiiicil! Eu acho que tinha que ser feito outro hiiiiiino...". Ora essa! Quer dizer que a culpa da lambança era do Hino?? Não. Isso ficou provado esta semana, quando saiu um vídeo onde a nossa querida Vanusa esquecia a letra da própria música. E aí, Vanusa? Tinha que escrever outra muuuuuuusica?? Essa letra é muito difiiiiiicil, também???

Ora, pela cara de pau, bazuca na Vanusa!

E pra quem não viu, lá vai:

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Minha Primeira Bazuca vai pra Vai Vai...isso mesmo aquela escola de samba que fica localizada bem no centro da cidade e que, insiste em ensaiar na rua...Lindo né? Como se ninguém trabalhasse no dia seguinte...
O pior não é o ensaio em si, mais o que fica depois...a vontade que dá e de dar umas vassouras nas mão dos que ficam, porque assim eles fazem alguma coisa de útil pra comunidade....
Espera chegar perto do Carnaval...aí o ensaio é de terças, quintas e domingos...
Então a coisa vai funcionar da seguinte forma pra mim: Eu não trabalho mais as seg , quartas e sextas no período da manha e eles pagam minha hora aula....que tal?
Sallam

sábado, 7 de agosto de 2010

Bazuca na financiadora

Bom, hoje decidi dar um belo tiro na empresa Cetelem. Se você é mais um pobre condenado que teve que financiar alguma coisa através desses incompetentes, sinto muito! Mas muuuuito mesmo! Porque além de cobrar juros exorbitantes em caso de atraso ou renegociação, eles nunca deixam de considerar você como inadimplente! Eu tive o azar de precisar atrasar umas parcelas, e depois de conseguir colocá-las em dia, e até mesmo de passar a pagá-las com um mês de antecedência, continuei recebendo exaustivas cobranças (entenda-se torpedos, telefonemas e cartinhas nada simpáticos). Mas o mais legal é quando você liga na Central de Atendimento desta famigerada empresa para tentar algum desconto no caso de quitar seu financiamento de uma vez só. Você simplesmente não consegue benefício algum por sua boa vontade! Sem contar que é atendido por alguma besta quadrada que não é capaz de lhe dar nenhuma informação que preste. No meu caso particular, eu disse que, uma vez que não teria benefício em quitar a dívida antecipadamente, continuaria pagando as parcelas mês a mês. E sabem o que ouvi do asno que me atendeu?? Que eu estava agindo de má fé! Ora, não posso com isso!!

Resumo da equação: Cetelem = um lixo de atendimento + uma droga de sistema - benefício qualquer para o cliente

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

E a minha primeira bazucada vai para...

Os vizinhos terríveis que nos azucrinam com som alto, sejam eles famílias, solteiros ou bares! Como alguém pode dormir (ou acordar) sossegado com o pulsar retumbante dos sons graves no seu próprio tórax??? E tão ruim quanto esses vizinhos fixos, são nossos vizinhos "móveis", aqueles estúpidos que escutam música pelo celular SEM FONE em veículos de transporte coletivo. Primeiro tiro de bazuca para essas pessoas sem noção!